quarta-feira, novembro 23, 2016

Despedaçar

Eu não sei o que me incomoda
Eu não sei o que acontece
Eu não sei o que eu quero
Eu não sei mais respirar
Eu quero quebrar as coisas
e estes sentimentos ruins
Eu quero queimar todas as escolhas
que me trouxeram aqui
Eu quero voltar e eu não posso
Tudo é o que é
Eu quero voltar eu e eu não posso
Eu não consigo chorar
As coisas boas
Estas são tão boas
Mas o que há de bom 
em não querer mais acordar
Eu quero ficar calma
e tranquila
e ao lado de quem não alimenta quem me faz mal
eu não sou obrigada a conviver com gente que me faz mal
eu quero morrer
eu quero morrer
eu quero morrer
eu quero morrer
eu quero ver meu pai
e meus avós
e meu padrinho
e minha madrinha
eu quero que vocês sintam a minha falta
e convivam com a culpa
e vivam na dor
e nem por um segundo pensem que não havia algo que vocês poderiam ter feito
porque havia
a culpa nunca foi minha
eu sempre fiz o meu melhor
tudo que eu alcancei foi o que eu consegui alcançar
porque tudo sempre foi colocado longe de mim
a felicidade não me pertence
mas ela me visita
e quando eu estou longe
ela fica mais nítida.

Nenhum comentário: