sexta-feira, abril 22, 2016

Suspiro

Eu achava que saudade era um negócio que vinha
quando a gente não se via por vários dias
mas eu percebi que ela vem sempre
porque saudade cresce exponencialmente
por segundo não passado junto
proporcional ao que a gente sente
e sem igual quando a gente finge
que consegue
mesmo sabendo que ama
viver sem o outro.
E isso aqui mais parece trecho do léxico do que poema,
Mas é preciso definir, para poder explicar
que saudade é o começo da vontade de se ver de novo
que começa no fim do beijo de despedida do  todo encontro
e só termina quando a gente se assimila
numa mistura fisiólogica que se não fosse a física seria alquimia
e por não ser magia, é ainda maior
e por ser maior, só poder ser amor.

Nenhum comentário: