terça-feira, maio 06, 2014

Retrato

O que as pessoas não entendem sobre mim é que até ontem eu me apaixonaria por qualquer um que me levasse embora daqui, como se cada beijo fosse um passo em direção a saída dessa rotina morosa e destrutiva, como se o amor fosse um atalho para eu me tornar quem eu quero ser. 
Eu mesma demorei pra entender e por um tempo eu achei que eu era assim: sentimental e apaixonada, aquela que estava sempre disposta a fazer tudo por romance. Eu me acostumei com as pessoas me vendo assim, eu achava que o sacrífico de fazer aquilo que ninguém fazia por mim era glorioso, como se o meu valor fosse medido nas minhas atitudes em relação aos outros, como se cada vez que eu chorava por alguém eu me tornasse uma pessoa melhor.
A verdade é que não existe nada disso, pelo menos não pra mim, talvez algumas pessoas tenham nascido incompletas, mas não eu. Mesmo que me tenham sido tiradas coisas importantes desde o principio, essas são coisas insubstituíveis e o espaço que elas deixaram são marcas, não vagas. Essa urgência por plenitude é desgastante, porque eu quero me completar, mas o que eu preciso entender é que eu sou completa mesmo com todos os buracos dentro de mim. É o desencaixe que me faz quem eu sou, é a minha dor que molda o meu caráter e faz do meu sorriso um sinal de honestidade.
Mudança é uma coisa que vem aos poucos e de repente. 
Eu acho que isso aqui é o começo de algo muito importante, como uma carta para o meu coração se acostumar com a ideia de que existem muitas coisas mais importantes do que se apaixonar e de que o caminho a ser percorrido é, a princípio, solitário, não porque eu queira, mas porque eu preciso parar de nadar oceanos por gente que não me levará a lugar nenhum.
Confesso que às vezes parece que eu estou traindo meu verdadeiro eu, mas vagar pela vida dos outros, deixar marcas e escrever poemas sobre sorrisos e barbas não pode ser tudo que eu sou. A verdade é que eu preciso ser mais concreta, porque toda essa fluidez é cansativa e manter-se leve para todas as quedas é pesado. Mais do que tudo eu preciso crescer e ser exatamente quem eu sou, porque eu não posso continuar tentando incansavelmente ser a garota pelo qual essas barbas e sorrisos vão se apaixonar.

5 comentários:

Fernanda Nogas disse...

Fer, uma das coisas mais bonitas que se pode conquistar é a maturidade. Foi isso que vi em cada linha do teu texto. Que a nova Fernanda seja bem-vinda!

Anônimo disse...

Fefinha, acho esse reconhecimento muito importante. Às vezes, não recebemos o que damos e isso dói. Dói mesmo, lá dentro. Mas a partir do momento em que enxergamos isso e falamos pra nós mesmos que isso TEM QUE mudar e fazemos coisas pra essa mudança, tudo melhora. Gostei de ver que você sabe que é completa mesmo com todos os seus buracos. Lembre-se que não podemos dar o amor que não temos, e o primeiro amor que (acho eu) que devemos ter é o amor com nós mesmos. Puro e simples assim. Se as experiências anteriores não foram as mais agradáveis, que bom que passaram. Mas lembre-se que foram experiências. Olhe para elas e fale: "é, aprendi coisas e isso acaba aqui! Que venham novas experiências!!!" Assim, o seu nó tem ponto e você se refaz.
Já dizia Paralamas: "E fui andando, voltei ao zero/ Um recomeço é uma forma de se encontrar/ Por ser tranquilo, por ser sincero/ Não me preocupa/ O que não for é o que vai passar"). Refaça-se! Quantas vezes for necessário. E aquilo que não for é o que vai passar.

Um abreijo da sua carioca <3

Lucas disse...

Este é o texto mais bonito que você já escreveu. Acho que o motivo é bem claro. Ainda que não seja em sorrisos e barbas onde eu procuro o que me falta, eu sempre procurei algo pra preencher essa vaga.

Hoje, mais velho e mais independente, eu estou preenchendo essa vaga com partes do meu próprio eu. Eu fico muito feliz de ver você, mais nova do que eu, percebendo isso.

Estarei do seu lado sempre.

Eu te amo.

Lucas.

A primeira estrela disse...

"É o desencaixe que me faz quem eu sou, é a minha dor que molda o meu caráter e faz do meu sorriso um sinal de honestidade." Essa é uma das frases mais bonitas que eu já li na vida.
Obrigada por me proporcionar conforto com suas palavras.

Beijo

Anônimo disse...

Que maravilha de texto! É importante saber que antes de se entregar à alguém, você deve se entregar a si mesmo. Espero que a felicidade caminhe ao seu lado sempre.

Beijo.