segunda-feira, maio 13, 2013

Terminada.

Não gostar de nada
nem de ninguém.
Escrever o alívio 
terminar um livro
abraçar o travesseiro
sonhar acordada.
Entristecer muda
calada
sem um A.
É bobagem querer falar.

Tem que rasgar isso de mim
pra ver o fim de tudo isso
olhar as fotos, 
sorrir e ver que passou
Não contar mais nada
pra senhor nenhum.
Converso comigo mesma.
Enlouqueço quietinha
Que é pra não assustar
Espera 
Aguarda
Porque daqui de dentro não sai mais nada.