quarta-feira, janeiro 07, 2009

Borboletas Nunca Mais.

"Foi a pior coisa que já aconteceu." 
A frase saiu em um misto de vergonha e decepção de quem ama pela primeira vez (ou pelo menos acha que é amor). Seu coração era o olho de um furacão e, sem saber o que fazer a respeito de sentimentos tão além de suas 14 primaveras, buscava nos olhos da melhor amiga algum conforto. 

Havia um silêncio incomum entre as duas meninas, não que elas não falassem de meninos desde sempre, entretanto dessa vez o que costumava acabar em uma noite de filmes cheios de princesas, parecia não acabar. Como se no meio do caminho houvesse uma pedra que iria mudar a maneira que elas caminhavam pelo resto da vida. 

"Você meio que sabe, que isso é culpa sua, né?" disse a outra, já se arrependendo do que disse. "Na verdade, esquece... Não é sua culpa não, ele é um canalha, bastardo, sem cérebro que não te merece e que vai morrer sozinho, enquanto você vai estar linda, rica e poderosa, casada com o cara mais lindo do universo. Sério, não chora não." Ela podia não ter entendido nada do que a amiga dissera aos prantos no telefone antes delas se encontrarem, mas ela entendeu que o plano de casar com o primeiro amor havia dado errado e elas não tinham plano B, não havia príncipe substituto, então tudo que ela podia fazer era consolá-la.
"Tá bom, desculpa." disse, enxugando uma mistura de lágrimas e coriza com a manga da blusa.

"Pense bem, tudo tem um lado bom... Eu sei que parece terrível, mas é até bom. Eu não sei como explicar, mas essas coisas acontecem por um motivo e não há nada que você possa fazer, é aquela coisa de já estar escrito ou algo assim."

"Aquela coisa de primeiro você se apaixona, depois você se arrepende, né?" finalmente a risada quebrou os resquícios da tensão que ainda pairava entre as duas e algo na atmosfera daquele domingo ensolarado de céu  brigadeiro mudou, como se fada madrinha, anjo da guarda, ou algo que o valha já se prontificasse a consertar o que havia de quebrado ali, em uma espécie de mágica que só funciona em corações jovens, a fim de prevenir para as intempéries que estão por vir.


10 comentários:

Camila :) disse...

caracas que texto hein *.*
o tituloo ficouu perfectoo caraa


ameei
bejoos

Leo disse...

Sentimentos... Não sou muito bom para falar deles. Mas você fala muito bem! ^^

Desculpa não fazer um comentário mais aprofundado, mas eu sou jovem demais e insensível demais. ^^

Gostei do post! Até mais!

. Budz . disse...

Cara, tua organização literária, ou seja, tua narrativa é ótima! Tem futuro se trabalhar para desenvolver esse lance de romance adolescente em forma de conto!

E obrigado pelo elogio ao meu texto, escrevi apenas o que vivo, sempre assim!

B. disse...

Uma certeza,e estou me sentindo como ana e minha mente faz o papel da fernanda!

sentimentos são tão complexos,como podem doer tanto?


=*

Nadezhda disse...

"As duas sabiam que não tinham solução para aqueles sentimentos estúpidos que se infiltram nos corações das pessoas e faz com que elas fiquem estupidamente apaixonadas e depois estupidamente arrependidas".

Os sentimentos não são estúpidos. Mas as pessoas fazem deles uam garnde estupidez.

;)

Robs disse...

Oi querida...primeiramente gostaria de agradecer a visita ao meu blog...volte sempre que quiser ok??

Adorei o que vc escreveu... de verdade, sabe pq? Pq transmite mto bem um momento que estou passando em minha vida.

Parabens pelo post e principalmente pelo blog. Bjokass!

Luana H. disse...

Paixão esquenta mas tbm queima né?
Mas é bom! Bom demais...


Beijão.

Memórias de Donha Baratinha disse...

Adorei este texto! Aliás, adorei o seu blog... Você conhece o Tudo de Blog? Se não, acesse www.capricho.com.br/tudodeblog e se inscreva pra fazer parte da coluna! Corre q o prazo é limitado, ok?
Bjuxxx!

Bruna Bo disse...

Eu li esse texto ontem, eu acho, e não comentei. Esqueci. .-.
Sabe que eu admiro quem escreve sobre o amor. É um desafio e tanto, né? Ainda mais assim, com uma história, diálogos... Eu não consigo!

Ah, achei o nome do blog muito curioso. Me explica? :*

Juh Lima disse...

Gostei da forma que você escreve! Você narra bem as ações das personagens e fica claro o que está acontecendo. Dá atá a oportunidade para que quem está lendo, imagine o que está ocorrendo no momento! Bacana! Parabéns querida!
Beijocas